EFEITO DEGRADÊ 17/08/2020





Está reformando ou construindo? Sabe que tem uma missão pela frente: escolher a cor das paredes. E essa não é uma missão tão simples, afinal são tantas tendências e tonalidades que pode parecer difícil escolher...
 
Mas verdade seja dita, quem disse que temos que escolher apenas uma cor? O que acha de criar efeitos interessantes com as cores?
 
Essa é a proposta da parede degradê. A palavra é de origem francesa e descreve suaves mudanças de tonalidade. É um recurso que pode deixar a decoração mais leve e cheia de vida.
 
 
A transição das cores deixa os ambientes criativos e versáteis. A ideia é perfeita para quem busca por mudanças suaves, mas que façam a diferença, já que será usado diferentes nuances de um mesmo tom.
 
Parede degradê
 
A pintura de paredes no estilo degradê cria uma variação de tonalidades. E o primeiro passo é escolher bem a cor e suas variações. Isso não quer dizer que você é obrigado a ficar com um único tom, mas também não poderá “forçar” uma transição.
 
O ideal é selecionar uma tonalidade base e determinar quais serão os subtons que serão utilizados. Por exemplo, se você gosta de algo mais sutil, poderá fazer o efeito degradê começando com um tom escuro e terminado com um claro.
 
 
Mas se você deseja ousar mais, poderá começar com amarelo e terminar com vermelho.
 
 
Outro ponto a levar em conta é a orientação no degradê. Ou seja, decida pra que lado será a mudança de tonalidades: da esquerda pra direita, de cima para baixo, etc. para criar um efeito degradê perfeito e em sintonia, leve em conta a disposição dos móveis, a iluminação natural e artificial.
 
 
Lembrando que as cores e sua disposição possuem efeitos psicológicos e despertam sensações. Quer exemplo? Para sensação de ampliação do ambiente, comece a orientação com tons escuros na parte baixa da parede. mas se deseja uma sensação de aconchego, comece com os tons escuros na parte mais alta da parede.
 
Degradê e ombré: são a mesma coisa?
 
Não são. Na verdade, as duas técnicas representam uma transição de matizes. Dito de maneira simples: todo ombré é um degradê, mas nem todo degradê é um ombré. Ficou confuso?
 
O que diferencia uma técnica da outra é a forma como essa transição acontece. 
 
 
No efeito degradê, a transação é feita de maneira abrupta, sendo possível visualizar exatamente onde termina uma cor e começa a outra.
 
E no efeito ombré (também de origem francês e significa sombreado), a transição é imperceptível, pois as cores vão mudando gradualmente, sem ter uma divisão. 
 
Dicas para criar sua parede degradê
 
Por mais que pareça uma técnica complexa, não é! Só precisa escolher as cores, usar um pouco de fita e rolos para a pintura. Não é nossa ideia ensinar a pintar paredes, mas apenas mostrar que essa é uma ideia que você pode considerar real.
 
 
Lembrando que sua casa, suas regras. Mas algumas sugestões vão bem na hora de escolher o efeito degradê:
 
Paredes degradê ficam ótimas em ambientes minimalistas, pois destacam a parede como uma peça decorativa.
 
Para uma sensação de tranquilidade, escolha degradê com cores frias e neutras.
 
 
Aproveite a luz natural para balizar a escolha das cores. 
 
No momento de escolher as cores, consulte uma paleta de cores e uma escala cromática para não errar na compra das tintas.
 
Quer dar cor para sua casa? Venha para a Construcasa Bordignon!
 

E mais...




Produto adicionado ao orçamento!   Ver Orçamento
WhatsApp